Saber viver...



Quando me amei de verdade, compreendi que em qualquer circunstância, eu estava no lugar certo, na hora certa, no momento exato.E então, pude relaxar.Hoje sei que isso tem nome... Auto-estima.

Quando me amei de verdade, pude perceber que minha angústia, meu sofrimento emocional, não passa de um sinal de que estou indo contra minhas verdades.Hoje sei que isso é...Autenticidade.

Quando me amei de verdade, parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento.Hoje chamo isso de... Amadurecimento.

Quando me amei de verdade, comecei a perceber como é ofensivo tentar forçar alguma situação ou alguém apenas para realizar aquilo que desejo, mesmo sabendo que não é o momento ou a pessoa não está preparada, inclusive eu mesmo.Hoje sei que o nome disso é... Respeito.

Quando me amei de verdade comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável... Pessoas, tarefas, tudo e qualquer coisa que me pusesse para baixo. De início minha razão chamou essa atitude de egoísmo.Hoje sei que se chama... Amor-próprio.

Quando me amei de verdade, deixei de temer o meu tempo livre e desisti de fazer grandes planos, abandonei os projetos megalômanos de futuro. Hoje faço o que acho certo, o que gosto, quando quero e no meu próprio ritmo.Hoje sei que isso é... Simplicidade.

Quando me amei de verdade, desisti de querer sempre ter razão e, com isso, errei muitas menos vezes.Hoje descobri a... Humildade.

Quando me amei de verdade, desisti de ficar revivendo o passado e de preocupar com o futuro. Agora, me mantenho no presente, que é onde a vida acontece.Hoje vivo um dia de cada vez. Isso é... Plenitude.

Quando me amei de verdade, percebi que minha mente pode me atormentar e me decepcionar. Mas quando a coloco a serviço do meu coração, ela se torna uma grande e valiosa aliada.Tudo isso é... Saber viver !



Fatyma Martinez

Saudade


Sinto saudades… muitas saudades meu pequenino. Sinto falta do teu sorriso, do teu olhinho azul, do teu corpo pequenino, do calor da tua minúscula e macia mãozinha de algodão… Sabes meu amor, quando estes momentos chegam, eu fico com o coração apertadinho de saudades, porque sinto falta da tua mão pequenina acariciar o meu rosto, sinto saudade do calor do teu minúsculo corpo, do teu sorriso, do teu olhar…

Hoje, eu lembrei de ti, de novo… Olhei em vão para o teu quarto, com a esperança que podias voltar, esperei longas e silenciosas horas, e acabei por adormecer, bem agarradinha ao teu casaquinho de lã. Foi bom, foi mesmo muito bom. Chegaste a mim em sonhos, eu senti que me puxavas os cabelos caídos no rosto, senti o teu dedinho segurar a minha lágrima, senti os teus doces lábios beijarem a minha mão, e o teu cheiro! Eu senti sim, o teu doce cheiro. Eu nunca irei esquecer o aroma doce, que o teu corpinho tinha, a tua pele sedosa, o teu narizinho pequenino, os teus braços abertos para mim… eu nunca, mas mesmo nunca irei esquecer, o quanto foste, e és, a pessoa mais importante na minha vida.

Eu sei que tinhas que partir, eu entendo. Só que podias ter ficado um pouco mais, podias ter me deixado ver-te crescer, brincar, podias ter-me dado mais tempo para te abraçar e beijar. Podias ter esperado um pouco mais, ou quem sabe, ter-me levado contigo. Assim, partíamos os dois de mãos dadas, e eu tinha-te mais tempo para mim. Eu entendo! Entendo tudo, menos não me terem preparado para a tua partida. Eu sinto tanto a tua falta, eu preciso tanto de ti. Meu doce, eu sei que todos os dias me beijas e abraças, eu sinto, é tão bom e tão diferente. Sinto que em momentos de tristeza, tu colocas a tua pequenina mão no meu peito, e agradeço. Sinto que em momentos de angústia tu me abraças docemente, e fico feliz. Mas sinto tanto tanto a tua falta… Hoje, voltei a entrar no teu quarto, de novo, e tudo parecia diferente, havia brilho, um brilho lindo, suave e quente, uma brisa que me aqueceu logo o coração e me fez sorrir, pela primeira vez, eu sorri ao entrar no teu aposento. Senti que estavas ali, mas foi muito diferente, não estavas sozinho, senti a tua mão agarrar a minha, senti como se algo de lindo fosse acontecer, por momentos pensei que tinhas voltado para mim, mas não, não foi isso que aconteceu… foi melhor, mais encantador. Desta vez, foi mágico, foi sublime, vieste-me buscar para junto de ti…

Obrigado meu amado filho, obrigado... Agora sei que vou finalmente ser feliz.

Para as minhas amigas lindas:)




Pagina em branco:)


Aqui vou registando as minhas 51conquistas! Espero é que não fique em branco para sempre:)))




1ª conquista:) 08-Janeiro-2011

Pois é! Alguém anda a conspirar a meu favor:)
No sábado passado, andava eu arrumar os enfeites de Natal, e tocaram-me a campainha, ao abrir, começo a ver entrar pela porta dentro este delicioso presente:) Eu já andava a fazer olhinhos a esta coisa linda há mais de um ano, e agora ela é minha ehehehehe claro que os meus filhos não acharam muita graça, principalmente quando lhe disse que já não iria precisar mais dos despertadores ahahahahah Não sei tocar, é uma verdade, mas gostei de sentir o som que eu fazia ao bater com as baquetas na minha menina :)

E assim 50% dum desejo está realizado:) comecei pelo Nr.28 da minha lista de coisas a fazer, mas pouco importa, agora é só praticar e tentar não ser muito barulhenta…:)



2ª Conquista:) Fevereiro-2011

 
Tai Chi Chun, mais uma conquista:)
Esta também chegou do nada! Estava numa formação bem pertinho de casa, e a dado momento falamos desta modalidade, quando uma das colegas referiu que logo ali, bem perto da minha casa, havia um ginásio onde se praticava esta modalidade, fiquei logo com a pulga atrás da orelha claro:) Eu e uma amiga do curso, aproveitamos logo que terminamos a formação para ir saber mais sobre horários, custos, etc. Não foi preciso mais nada! Na semana seguinte lá iniciamos nós esta modalidade de Tai Chi Chuan (em chinês: : 太極拳 pinyin: Taiji Quan) que é uma arte marcial interna chinesa que, categoria nomeada em chinês de neijia, que pode ser traduzido como “escola interna”. Este estilo de arte marcial é reconhecido também como uma forma de meditação em movimento. Os princípios filosóficos do Tai Chi Chuan remetem ao Taoismo e à Alquimia Chinesa. A relação Yin e Yang, os Cinco Elementos, o Ba Gua (Oito Trigramas), o Livro das Mutações (I Ching) e o Tao Te Ching de Lao Zi, são algumas das principais referências para a compreensão de seus fundamentos. Os textos clássicos do Tai Chi Chuan, é o termo que se refere aos vários manuscritos deixados por grandes mestres desta arte marcial chinesa que orientam a:

Vencer o movimento através da quietude
Vencer a dureza através da suavidade
Vencer o rápido através do lento

O Tai Chi Chuan tem suas raízes na China, sendo actualmente uma arte praticada no mundo todo. E apreciado no ocidente especialmente por sua relação com a meditação e com a promoção da saúde, oferecendo aos que vivem no ritmo veloz das grande cidades um referência de tranquilidade e equilíbrio. Os criadores do Tai Chi Chuan, basearam sua arte na observação da Natureza - não apenas na observação dos animais, mas no estudo dos princípios da interacção entre os diversos elementos naturais. Como somos parte desta natureza, o conhecimento destes princípios e de como actuam dentro de nós, estudados pela Medicina Tradicional Chinesa, revelam o Tai Chi como uma fonte efectiva de energia que se encontra no nosso interior, situada na região do corpo nomeada pelos chineses de Dantian Médio.

Esta prática está a deixar-me muito mais serena e já sinto diferenças em mim desde que iniciei mais este caminho:) Aconselho!
Vamos lá ver quando volto a este tópico:) seria um bom sinal, certo?

Obrigada por me leres:)
Beijinhos

51 coisas que ainda quero fazer, antes de voltar a casa…

 
Sendo assim, acho que vou sonhar bem alto! Por isso aqui vai as primeiras coisas que eu gostaria de fazer/ter antes de voltar para casa:)
  1-Andar de helicóptero
  2-Andar a cavalo
  3-Caminhar no Central Park (NY) no mês de Dezembro
  4-Ir ao festival da flor de cerejeira no Japão
  5-Adoptar uma criança
  6-Aprender as línguas – Francês, Espanhol, Italiano e Inglês
  7-Ouvir Phil Collins, Elton John e Bryan Adams ao vivo
  8-Passar o dia a fazer compras sem me preocupar com os gastos
  9-Conhecer – Londres, Milão, Veneza, Paris, Nova Zelândia, Grécia, Suíça, Áustria, Chicago,
     Los  Angeles,  Las   Vegas, Cuba, Egipto, Brasil, Tunísia, Marrocos, Brasil, Quénia e Dubai
10-Fazer voluntariado num orfanato ou casa de mães solteiras
11-Fazer yoga
12-Aprender danças indianas
13-Fazer dois retiros por ano
14-Ter aulas de tiro
15-Voltar aos meus 56kg
16-Aprender linguagem gestual
17-Fazer curso de maquilhagem
18-Escrever um romance
19-Fazer um curso de Jardinagem
20-Aprender a pintar a óleo
21-Ser uma boa mãe (melhor:) )
22-Saber amar
23-Dizer amo-te e senti-lo até aos ossos
24-Assistir a um musical em Nova York
25-Ter um bom carro
26-Viver uma grande paixão
27-Passar o tempo necessário numa clínica de estética e afinar tudo aquilo que não esta como suposto
28-Aprender a tocar piano e bateria:)
29-Tirar o mestrado em Reiki
30-Tirar o curso de Feng Shui
31- Aprender mais sobre Cristais
32-Tirar uma Licenciatura em Psicologia ou Terapia Ocupacional
33-Oferecer uma viagem de sonho a cada um dos meus filhos, quando terminarem as Licenciaturas
34-Comprar uma casa no Alentejo onde possa criar cavalos
35-Viajar durante um mês sem destino com as minhas manas :)
36-Construir uma casa de raiz, para acolher crianças abandonadas, e dar-lhes motivos para que um dia, elas recordassem a sua infância com um lindo sorriso nos lábios…
37-Ir distribuir alimentos pelos carenciados, 
38-Aprender mais sobre aromaterapia 
39-Aprender a arte da flexibilidade
40-Ter um espaço de terapias. 
41-Participar no Festival das Cores (Holi) na Índia. 
42-Ter mais sabedoria, para poder aceitar melhor os outros
43- Reaprender a rir
44-Aprender Tai Chi  
45-Tirar um curso de decoração de interiores
46-Assistir ao fantasma da ópera em Londres
47-Visitar o Vaticano
48- Fazer uma maratona de cinema em casa
49-Tirar um curso de culinária (vou precisar muito quando o meu filhote sair de casa eheheh)
50-Tornar estes desejos realidade
51-Este fica em branco, de certeza que vou encontrar muitos outros desejos antes de chegar ao fim ehehehe

O Chamado do Novo Paradigma

Só o hoje é que importa!



Muitos homens e mulheres projectam-se no futuro porque não conseguem suportar o seu presente! Mas na verdade, não ganhamos nada com isso, mais cedo ou mais tarde, seremos obrigados a rendermo-nos as evidências.
Como o futuro que imaginamos não tem qualquer fundamento sólido, o que descobrimos, é que no presente somos preenchidos com um vazio enorme e uma angústia dolorosa.
Pois bem! Devem começar por viver bem o dia presente, no qual têm tantas coisas para saborear, para ver, para apreciar, para pensar! Mas, para viverem o momento presente, devem aprender a parar, a fazer uma pausa, a não continuar a deixarmo-nos arrastar pela sucessão dos acontecimentos, e dos estados interiores que esses acontecimentos nos criam.
A vida é um fluxo ininterrupto, bem entendido, mas é preciso encontrar forma de parar para pôr um pouco de ordem em nós mesmos, para que assim, nos possamos sintonizar com ritmos mais harmoniosos e encontremos no Agora, o que procuramos no tal futuro. E é por isso que a meditação é tão necessária. Meditar é abrandar a marcha precipitada do tempo, a fim de introduzir em nós mesmo um ritmo, uma paz, uma luz, que nos deixara a sua marca durante muito tempo...
Meditar, parar, olhar para dentro, é sem dúvida e na minha perspectiva, uma necessidade absoluta! O grande problema é saber fazer isso tudo, no tempo certo e no momento precisoJ mas quanto o conseguimos fazer, o resultado é fantástico, disso eu tenho a certeza!…
Este Natal, recebi um presente que veio mesmo na hora HJ como tudo na vida, certo? O livro que recebi, e que muito agradeço a minha mana Evita, que consciente, ou inconscientemente o escolheu, veio alertar-me para o nosso dia-a-dia, ou mais precisamente, para as coisas que valorizamos mais no nosso dia-a-dia. Nos sabemos, que viver no passado não faz sentido! Passado é passado! Nada podemos fazer para o modificar. Viver no futuro, menos sentido faz, até porque estamos aqui de passagem e não sabemos quando termina a viagem… Por isso, o que faz mais sentido é mesmo o hoje, o agora, o momento. E que sendo tão simples se torna ao mesmo tempo mais complicado, porque o corpo está no agora e a cabeça no passado/futuroJ mas com um pouco de exercício e determinação, eu acredito que seja possível, viver no estado do Agora! Talvez seja difícil começar, mas não é impossível, certo? Todas as aprendizagens precisam de treino, assim aconteceu quando começamos andar, primeiro gatinhamos, depois fomos dando os primeiros passitos a cair e a machucar os joelhos, muitas vezes até as marcas ficaram na nossa testaJ e depois começamos a andar sem ajuda e sem cair… O meditar, o parar, o viver o agora, também necessita de aprendizagem, e os “tombos” vão ser os nossos momentos de viver no passado ou no futuro, com treino cada vez menos viajamos para esses opostos e ficamos no AgoraJ
Agora eu pergunto! Como seria, se hoje levássemos uma pancada na cabeça, e ficasse-mos sem recordações?   Como seria perder todos os momentos, que nos transformaram na pessoa que somos hoje? Como seria olhar para as pessoas que estiveram sempre na nossa vida, que sempre amamos, e de uma hora para a outra, simplesmente não nos dizerem nada? Será que iríamos ama-los da mesma forma? Será que iríamos ter o mesmo tipo de emoções e sentimentos, pelas mesmas pessoas do passado?  E se o trauma não fosse só o de ficar sem os registos do nosso passado, se corrêssemos o risco de amanhã, já não nos lembrarmo-nos do hoje? Como iríamos viver o nosso dia-a-dia? No fundo, as nossas recordações são o que temos de mais precioso, certo?  Pois bem! A personagem do livro, Antes de te esquecer, fez o que todas nos deveríamos seguirJ Viver o dia-a-dia como se fosse sempre o último!  E eu sinto que é isso que temos mesmo que fazer… Viver! Sorrir! Sonhar! Como se hoje fosse o ultimo dia, das nossas vidasJ É difícil? Claro que é! Mas não é impossívelJ

Vamos tentar? Claro que não vamos apagar as memórias boas, vamos é tentar apagar as menos boas, fazer uma lista de coisas que nos fazem bem e felizes e vive-las intensamente como se não houvesse amanhãJ
Quem me acompanha nesta viagem? Vamos dar as mãos, como sempre fizemos, e começar a registar no nosso livro da vida, momentos bons, sorrisos abertos, gargalhadas e muita alegria no nosso dia-a-diaJ Vamos aproveitar este novo ano, e começar a Parar, Meditar, Sorrir, Sonhar e acima de tudo VIVER! Viver de alma e coração, como se hoje fosse, o ultimo dia da nossa vidaJ

Estão a sentir? É a minha mão na vossa:)


Obs.: O livro que me deu o empurrão é - Antes de te esquecer de Melissa Hill é um Bestseller Internacional que eu recomendo J