Horários do corpo: Do Despertar Matinal à Regeneração Noturna







DESPERTAR

Das 7hs às 8hs

Quem gosta de acordar tarde já começa o dia em desvantagem. À partir das 6h, o corpo produz um hormônio que faz acordar, o cortisol. Entre 7h e 8h, a taxa de cortisol no corpo atinge a concentração máxima. Essa faixa de horário é ideal para acordar com facilidade e com o pé direito.


ATENÇÃO:

Voltar a dormir é um erro; por volta das 9h o corpo começa a produzir endorfinas (analgésicos naturais) que encorajam um sono pesado do qual será difícil sair sem dor de cabeça ou mau-humor.
*PRAZER das 9hs às 10hs
A hora certa para as folias amorosas, já que a taxa de serotonina (neuro-transmissor ligado ao prazer) está em seu apogeu. O prazer experimentado só será aumentado. Por outro lado, também é a hora de marcar uma consulta ao dentista: as endorfinas, que também estão em alta nesse horário, funcionam como anestésicos naturais.

TRABALHO

Das 10hs às 12hs

O estado de vigilância atinge o seu pico e a memória de curto prazo (que guarda coisas como um número de telefone que olha na lista, é retido por alguns segundos e esquecido na seqüência) está mais ativa. Depois que as endorfinas presentes entre 9hs e 10hs desaparecem, o organismo atinge a sua velocidade ideal. É o momento certo para refletir, discutir idéias e encontrar inspiração.

DESCANSO

Das 13hs às 14 hs

A moleza que dá depois do almoço não se deve unicamente á digestão, mas também a uma queda de adrenalina que acelera o ritmo cardíaco. Para retomar a disposição, basta uma sesta de 20 minutos.

MOVIMENTO

Das 15hs às 16hs

A forma física encontra o seu apogeu no meio da tarde, ao mesmo tempo em que a capacidade intelectual diminui. Como não há produção de hormônios específicos nesse horário, os cronobiologistas ainda não encontraram uma explicação para o fato.

RUSH

Das 18hs às 19hs

À partir das 18h, o organismo fica particularmente vulnerável à poluição e ao monóxido de carbono. Convém então limitar o consumo de cigarros e evitar se possível, os engarrafamentos. Também é nesse horário que a atividade intelectual e o estado de vigilância atingem um novo pico – hora certa de mandar as crianças fazerem a lição de casa, por exemplo.

PILEQUE

Das 20hs às 21hs

Se esse horário costuma coincidir com o aperitivo de antes do jantar é bom saber que é também o momento em que as enzimas do fígado estão menos ativas, o que faz com que se fique bêbado bem mais rápido.

SONO

A partir das 20hs…

A melatonina (hormônio do sono) invade progressivamente o corpo a partir das 18h. Mas é as 20hs que aparece o primeiro momento ideal para dormir, sucedido por outros iguais a cada duas horas. Para ajudar a cair no sono, fazer amor é uma excelente idéia: o prazer sexual desencadeia a secreção de endorfinas no cérebro, favorecendo o adormecimento.

REGENERAÇÃO

Das 21hs à 1hs


Esta fase do sono é muito importante porque coincide com o pico da produção do hormônio do crescimento, indispensável para a renovação das células e a recuperação física. Esse hormônio permite que os conhecimentos adquiridos na véspera sejam armazenados no cérebro.







Fonte: Yvan Touitou, Cronobiologista da Faculdade de Medicina Pité-Salpêtrière
Site: xamanismo.com.br 
Foto Site: movenoticias 

Explicação sobre o "Eu Superior"


O Eu Superior é o aspecto do espírito que transcende o indivíduo consciente de seu corpo, a partir da sétima para a oitava dimensão. Além da nona dimensão, a consciência individual não se distingue. Seu Eu Superior tem a função, a forma e o nível de consciência diferente em cada dimensão. Seu Eu Superior atua como uma ponte entre o Céu e a Terra, trazendo para você tudo o que sua alma precisa para seu Destino Divino nesta vida.

 

O Eu Superior está disponível para uma conexão consciente sempre que você quiser e estiver pronto, mas não irá interferir com o seu Livre-Arbítrio para ser notado ou influenciar sua vida. Para conectar-se diretamente com o seu Eu Superior você deve querer evoluir espiritualmente e saber que você é uma alma preciosa e que seu verdadeiro corpo está além do seu espírito. Caso contrário, sua consciência do corpo será identificado com o ego e personalidade, como se fosse o seu verdadeiro eu.

Quando você começar a despertar espiritualmente, você perceberá que tem uma contrapartida divina e que você não é seu corpo físico. Através da meditação, instrução, sonhos ou revelações, você pode ir percebendo que há também uma divindade em seu corpo.

 

Nesse ponto, torna-se natural procurar a ajuda de guias, Mestres Ascensos, anjos e seu próprio Eu Superior para revelar o divino, o verdadeiro eu interior. Com esta ajuda começará a aflorar para a superfície os padrões cármicos acumulado ao longo de suas vidas, crenças, julgamentos, emoções e tudo o mais que está bloqueando o caminho para a sua divindade Neste ponto se torna essencial a limpeza destes padrões onde então terá o inicio ao despertar espiritual de cura.

 

Quando você perceber que a única coisa que bloqueia o seu acesso à consciência de Deus é a sua personalidade humana/ego criado, você estará pronto para assumir a responsabilidade de criar a sua realidade de uma forma mais consciente e harmoniosa. Estar conectado com o Eu Superior do seu corpo é a maneira mais direta para criar pontos de referência acima do amor, a integridade espiritual e conexão com Deus/Tudo O Que É, e para acelerar a liberação de poderes limitados e densos.

 

O seu Eu Superior, pode ser experimentado com o Ser de Luz que você só pode conectar fora de seu corpo. Esta experiência vem de uma espiritualidade baseada na dualidade e a necessidade de ser no físico para experimentar estados mais elevados de consciência e compreensão. Se você observar o seu humano como apenas um ” ser inferior” você bloqueará muito o seu progresso espiritual e felicidade. Seu eu humano é apenas o que você faz dele ou o que você pensa que é.

 

Se você tiver sorte o suficiente para ter pais amorosos e amigos que o incentivam a pensar por si mesmo e saber que você é uma mão divina de Deus/ Tudo O Que É e você é um espírito santo vivendo em um corpo, você nunca considerará a sua condição física e humana como um ser limitado “inferior”. Você se identifica com a consciência do seu corpo só porque você vive em uma sociedade que ainda não incentiva a consciência e reconhece o seu eu divino desde o nascimento. Assim, seu humano se vê como físico incapaz de ajudar a si mesmo, à mercê de um Deus todo-poderoso.

 

Este “eu inferior vive apenas para evitar a dor, tanto quanto possível e, inconscientemente, sente uma profunda vergonha por ser humano e, portanto, uma forma” menor “de consciência. Religiões dogmáticas programam a mente das pessoas para que elas acreditem serem criaturas pecadoras e inferiores que necessitam de salvação, mas não são capazes de qualquer coisa sem a autoridade das instituições religiosas. Em muitos casos, estes ensinamentos religiosos se juntam às normas sociais para convencê-lo de que você é o seu corpo e nada mais.

 

“Vergonha de Ser” é um sintoma da doutrinação religiosa, social e planetária. Inclui vergonha pela necessidade de comer para viver, a vergonha sobre os odores corporais, vergonha do desejo sexual etc. Vergonha pelo desejo de sexo e companheirismo é um sintoma de uma “vergonha de ser” mais profundo e tem a ver com a vergonha e o medo que acompanham o fato de se sentir isolado.

 

Os dois principais elos perdidos na cultura moderna, cuja ausência parece causar tais provações e isolamento são:

 

1) o conhecimento de que o direito de nascença como um filho de Deus merecem amor, contentamento e alegria, sem ter que ganhá-lo ;

 

2) a consciência de ser um espírito com uma alma feita de luz e de amor que está aqui para evoluir. Quando você conhecer e sentir o seu valor e sua finalidade inerente, produzirá rapidamente uma grande mudança interior e de progresso espiritual. Atrair ao corpo a energia e a consciência de seu eu superior, em vez de deixar o corpo acessar essa consciência é uma reafirmação do valor e status da conexão humana com o divino e um grande passo para parar de acreditar em isolamento.